O desembargador, a pandemia e o escravo Prudêncio: Machado já sabia!

Por Marco Aurélio de Carvalho e Lenio Streck

O episódio do desembargador e do guarda de trânsito – que ocupou as manchetes dos principais jornais do país no final de semana – não é novidade. A “jurisprudência social” é pródiga. Quem já não presenciou uma autoridade qualquer dizendo algo como “você sabe quem eu sou”? Ou dizendo algo ainda mais direto e constrangedor como: “sou desembargador, engenheiro ou professor e… sou mais do que você”. E coisas assim. Com pequenas variações, mas calçadas no mesmo sentimento e na mesma falsa e perversa noção da realidade. (mais…)

O prejuízo da cooperação internacional ilegal da República de Curitiba

Por Marco Aurélio de Carvalho e Thales Cassiano

Os procuradores da “lava jato” sempre se comportaram como uma instituição autônoma e permanente da República. Com o apoio militante e disciplinado de parte da imprensa, obtiveram autonomia quase irrestrita dentro do Ministério Público Federal. O que deveria, inclusive, incomodar qualquer cidadão, operador do Direito ou não. Afinal, trata-se de um grupo de investigação criminal com obrigações legais vinculantes. (mais…)