Líder do governo põe selo de autenticidade no Livro das Suspeições e acusa Lava Jato de parcialidade

Por Marco Aurélio de Carvalho e Lenio Streck

Já não sabemos se somos juristas ou jornalistas. Talvez os jornalistas possam nos ensinar mais do que determinada gente do direito. Veja-se que a Vaza Jato é também produto de jornalismo; e, agora, vem a entrevista-bomba do líder do Governo Bolsonaro, Ricardo Barros, ex-Ministro da Saúde do Governo Temer.

(mais…)

Havia algo de podre no Judiciário do reino da Dinamarca

Por Marco Aurélio de Carvalho, Lenio Streck, Antônio Carlos de Almeida Castro e Pedro Estevam

O escritor T. S. Eliot dizia que, em terra de fugitivos, aquele que anda na direção contrária parece que está fugindo. De fato, de há muito que andamos, nós, do Grupo Prerrogativas, na direção contrária do autoritarismo, dos flertes com o AI-5, do Contempt of Court (ataque ao STF), das prisões injustas, das conduções coercitivas, da decisão que tentou acabar com a presunção da inocência, dos julgamentos parciais, enfim, de muitas outras coisas. (mais…)

Sai o “Livro das Suspeições”, 1ª obra de fôlego sobre o terror da Lava Jato

Por Reinaldo Azevedo

De agora em diante, a cada vez que você, internauta, se deparar com um artigo sobre a Lava Jato, procure saber — pergunte nas redes sociais — se o autor leu “O Livro das Suspeições”, que acaba de ser lançado pelo Prerrogativas, grupo de advogados que luta em favor do devido processo legal. Trata-se de um conjunto de 31 artigos e um “post scriptum” de autoria de 40 advogados e juristas — alguns textos, portanto, têm mais de um autor —, organizado por Lenio Streck e Marco Aurélio de Carvalho. Ao longo de 290 páginas, faz-se o que eu chamaria de um primeiro memorial das agressões à ordem legal cometidas pela Lava Jato sob o pretexto de combater a corrupção. (mais…)