O fugaz juízo das opiniões precipitadas

Reportagens sobre filho de Lula são impressionistas

Por Fábio Tofic Simantob e Marco Aurélio Carvalho

A maior diferença entre um julgamento no tribunal e na imprensa é que no tribunal ele é baseado na lógica das provas e no uso do discurso racional do direito, enquanto na imprensa um pequeno dado isolado, uma foto ou uma informação deslocada do contexto acaba assumindo importância maior do que o próprio fato e suas circunstâncias. Na imprensa, o julgamento corre o risco de ser mais impressionista do que realista. No caso de Fábio Luís Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula (PT), não é diferente. Dados manipulados pela investigação ao calor das conveniências acabam despertando maior interesse do que os próprios fatos que são objeto da investigação. Basta colocar no título da matéria uma enorme cifra de dinheiro para criar uma suspeita que nenhuma análise lógica é capaz de anular.

(mais…)

Grupo Prerrogativas manifesta indignação sobre decisão de transferência de Lula

Para a entidade, a transferência afeta a honra do presidente e coloca em risco sua segurança física.

Nesta quarta-feira, 7, o Grupo Prerrogativas se manifestou contra a transferência de Lula de Curitiba para São Paulo. Para a entidade, a transferência afeta a honra do presidente e coloca em risco sua segurança física. (mais…)